Violência não se repetirá na Copa, diz Dilma

PEC do Trabalho Escravo será promulgada
Aplicação de direitos de doméstica volta à estaca zero no Congresso

copa violenciaPreocupada com a segurança no período da Copa, a presidente Dilma quer a presença do Exército em todas as 12 cidades-sedes. Previsto para casos de emergência, o Exército, pelos planos do governo, pode atuar com a PM.

Nesta última terça-feira (27), Dilma disse a empresários, em reunião no Palácio do Planalto, que ofereceu o envio das tropas a todos os governadores de Estados, que teriam de autorizar.

Segundo relato de um empresário, Dilma disse que, em sua opinião, as tropas devem ser enviadas preventivamente. Em determinado momento, alguém citou as “badernas” que ocorreram na Copa das Confederações. Ao que Dilma comentou que “aquelas cenas não vão se repetir na Copa”:”O que está em jogo é a imagem do país, não vou permitir que se repitam as cenas de violência da Copa das Confederações”.

Disse ainda que não vai deixar manifestantes “encostarem um dedo” nas delegações estrangeiras. Ela informou, sem citar nomes, que alguns governadores já responderam positivamente.

A presidente disse que, para ela, o Exército pode trabalhar em apoio à PM, formando, por exemplo, círculos de proteção em áreas de risco. Ela disse ainda que acha “gravíssimo tentar fazer política com a Copa” e que irá a três jogos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp