VEJA 5 MODELOS DE CURRÍCULO PARA BAIXAR E APRENDA COMO MONTAR

“Injustiça histórica contra aposentados e trabalhadores”, diz nota das centrais sindicais
Como montar um currículo sem ter experiência profissional?

Consultorias de recursos humanos indicam diferentes opções conforme a vaga disputada e orientam como preencher o currículo para melhorar suas chances na busca por trabalho

pandemia de covid-19 trouxe grande impacto negativo para vários setores da economia. Segundo o IBGE, a taxa de desemprego chegou a 13,7% no fim de julho, enquanto mais de 522 mil empresas no País fecharam por causa da crise provocada pelo isolamento social. Conseguir uma recolocação no mercado de trabalho nesse cenário pode ser ainda mais difícil.

Ter um bom currículo pode ajudar o candidato a uma vaga a se destacar e voltar a trabalhar. O Estadão conversou com especialistas e consultorias de recursos humanos para descobrir o que não pode faltar e quais erros não podem ser cometidos na hora de montar um currículo. Modelos para diferentes perfis de vagas podem ser baixados logo após a descrição de cada um deles.


DESTAQUE SUAS QUALIDADES

O que deve ter um currículo ideal?

A diretora de Comunicação da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) de São Paulo, Claudia Meirelles, diz que  currículo é um documento onde você deve contar sua história profissional e acadêmica de forma a encantar o recrutador e convencê-lo a marcar uma entrevista.

Algumas informações são essenciais para todo e qualquer currículo. Logo no início, são fundamentais os dados pessoais, assim como a área de atuação e a vaga de interesse. Caso o candidato não esteja enviando o currículo para uma posição específica, ela sugere deixar apenas a área de interesse. “Sempre acho que a área funciona melhor, porque é mais ampla e já vai dar destaque. Quem vai julgar se você vai ser um gerente, um especialista ou outro funcionário é a empresa”, recomenda.

Em seguida, vêm a formação acadêmicaqualificações, nível de conhecimento de idiomas e experiência profissional. Segundo Claudia, a sequência desses itens vai depender do enfoque que o candidato quer dar. “Pessoas que trabalharam sempre em empresas de primeira linha podem ir direto para as experiências profissionais, destacando a empresa, o período em que trabalhou lá e a posição ocupada.”

Por fim, devem ser citados os cursos e atividades complementares, além de atividades voluntárias, o que é bastante positivo. “Atividades voluntárias são muito bacanas, porque mostram que você é uma pessoa engajada socialmente”, pontua Claudia.

“O que vale mesmo para o recrutador é o currículo bem escrito, coerente e sem exageros.”

Claudia Meirelles, diretora da ABRH

A diretora da ABRH complementa que a estruturação do currículo, o formato e o layout vão depender de cada um. “Tem uma estrutura básica de currículo com informações que você não deve deixar de incluir, mas o formato é sua identidade, é como você quer se mostrar.”

Para Claudia, o mais importante é a história estar contada de forma clara e atrativa. “Gosto mais de descrições em primeira pessoa, porque é a pessoa que está contando a história dela para mim, não quero que um terceiro conte essa história. Mas o que vai valer mesmo para o recrutador é a forma bem escrita, coerente e sem exageros, e não o texto estar na primeira ou na terceira pessoa.”

A especialista em marketing pessoal e recolocação profissional Denise Paixão, por sua vez, recomenda o uso de tópicos e substantivos de ação para descrever de forma simples e objetiva suas experiências no currículo. “Agora, na carta de apresentação, sempre aconselho que se coloque as informações na primeira pessoa”, completa.


Erros que devem ser evitados no currículo

Claudia destaca vários equívocos que os candidatos a uma vaga de trabalho costumam cometer ao montar o currículo. E esses erros já começam pelo básico: gramática e ortografia.

“É imprescindível revisar, revisar e revisar, tanto em português quanto em inglês. Se tiver dúvida, peça para alguém ajudar, porque o que tem de currículo com erro de português ou de inglês, com erros bem chamativos…” A especialista afirma que esse tipo de erro derruba suas chances de ser chamado para uma entrevista. “Praticamente tira todo o interesse do seu currículo.”

Outro dos principais erros é “aumentar” seus feitos pessoais. “O currículo permite tudo. A pessoa pode escrever que fez isso, fez aquilo, que entregou isso… Mas, em uma primeira entrevista, um bom recrutador identifica isso muito rapidamente.”

PRESTE ATENÇÃO A ESSES PONTOS ANTES DE ENVIAR  SEU CURRÍCULO:

● Não deixe erros de gramática e ortografia, eles derrubam suas chances de conseguir uma entrevista. Revise o texto e corrija. Se tiver dificuldade, peça ajuda a alguém para revisar.

● Não “aumente” seus feitos e não minta. Um bom recrutador vai descobrir na hora da entrevista.

● Sobre idiomas estrangeiros, se não for realmente fluente, diga seu nível verdadeiro, seja avançado ou intermediário.

● Ao atualizar o currículo, altere as informações em todas as plataformas em que está cadastrado, como no LinkedIn. Dados dissonantes podem diminuir suas chances.

● Não faça um currículo com mais de duas páginas, deixe-o o mais compacto e informativo possível. Também não omita informações essenciais.

● Não envie o mesmo currículo para todas as vagas. Adapte o formato e a estrutura de acordo com cada posição a que você concorrer.

Erros de português podem acabar com as chances do candidato. HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

QUAL A MELHOR FORMA DE SE CANDIDATAR NA PANDEMIA

Com a pandemia de covid-19 e a preocupação em manter o distanciamento social, os processos seletivos para vagas de emprego se voltaram ainda mais para o ambiente digital.

“A entrega presencial acontece mais quando tem aqueles grandes mutirões de emprego, quando uma organização abre um grande número de vagas e as pessoas fazem fila na porta. Mas, mesmo antes da pandemia, já era muito mais usual as pessoas encaminharem o currículo por e-mail, principalmente nas Regiões Sul e Sudeste”, explica Claudia.

Na visão da diretora da ABRH, a maior mudança com a pandemia são os processo seguintes, como as entrevistas e as dinâmicas de grupo, que deixarão de ser presenciais. Ela afirma, porém, que o envio do currículo por meio online reforça a importância da chamada carta de apresentação.

“Não é feio e muito menos errado ser sincero sobre seu objetivo, mesmo se candidatando a uma posição inferior à anterior.”

Denise Paixão, especialista em marketing pessoal

“É uma carta sucinta, curta, explicando muito claramente o objetivo”, explica. Você deve se apresentar, para uma pessoa específica ou para a equipe de recursos humanos da empresa, e fazer um resumo das suas qualificações de forma muito rápida.

De acordo com Denise Paixão, a apresentação e o que é escrito no e-mail são essenciais para destacar um candidato dos demais. No assunto do e-mail, é essencial especificar a vaga para a qual está se candidatando e enviar o arquivo do currículo em PDF.

Ela também destaca a importância de não demonstrar desespero. “Demonstrar profissionalismo e interesse é muito importante. Nunca o candidato deve enviar uma mensagem com diversos remetentes, isso demonstra falta de foco e angústia.”

Denise ainda afirma que, para quem está procurando qualquer vaga na sua área de atuação, mesmo que seja em uma posição inferior à anterior, não tem problema ser sincero com relação ao objetivo ou à inexperiência em determinado setor. “Não é feio e muito menos errado ser sincero, dessa forma você demonstra para o recrutador que não enviou o currículo de forma errada ou que foi desatento”, completa.


Veja cinco modelos de currículo para baixar e preencher

MODELO DE CURRÍCULO GENÉRICO

Este modelo de currículo, feito pela consultoria Lens & Minarelli, é bastante versátil e pode ser montado de acordo com seu objetivo e preferência pessoal. Caso esteja buscando uma vaga de estágio ou não tenha tanta experiência profissional, por exemplo, procure dar mais destaque à formação acadêmica.

Se preferir, reserve um maior espaço para as empresas e suas responsabilidades em cada uma, caso queira focar no seu histórico profissional.

Endereço: não é preciso colocar o endereço completo, mas recomenda-se no mínimo o bairro e a cidade.
E-mail: seja profissional, coloque um endereço de e-mail sóbrio.
LinkedIn: o perfil do LinkedIn é uma das principais plataformas que os recrutadores consultam antes de chamar para uma entrevista. Edite e atualize o seu antes de enviar o currículo.
Área de atuação ou cargo: coloque o foco atual da carreira ou a vaga específica à qual está concorrendo.
Carreira construída na área…: informe sua principal área de atuação e seu segmento de mercado.
Experiência em…: coloque experiências mais relevantes da carreira, elas são diferenciais que podem destacar o candidato.
Atuação em…: informe projetos específicos ou modalidades em que atua/atuou.
Conhecimento ou domínio de…: cite os sotfwares, sistemas, ferramentas, metodologias e mercados dos quais você tem conhecimento.
Formação, certificação, se houver…: informe formações multidisciplinares, multiculturais, principalmente se condizentes com a vaga.
Exposição internacional, se houver…: intercâmbios, programas e projetos fora do País relacionados à área de atuação.
Idiomas:  informe os idiomas e o nível de conhecimento. Se for fluente, deixe em destaque logo na primeira página.
Experiência profissional: no currículo cronológico, que se concentra no seu histórico.
Histórico profissional: no currículo funcional, que se concentra em suas habilidades e experiências.
Empresas: indique o tempo total de atuação, o nome da empresa e uma breve descrição dela. Organize da mais recente à mais antiga.
Descrição do cargo: informe o escopo principal, a dimensão da sua responsabilidade, o número de colaboradores diretos e indiretos, assim como suas atribuições e conquistas.
Formação acadêmica: informe, do mais recente ao mais antigo, o curso, a instituição e o ano de conclusão.
Aperfeiçoamento/cursos: indique cursos dos últimos cinco anos, no máximo, e informe o nome, a instituição ou empresa e ano em que foi realizado.

Veja no link abaixo o currículo:
Modelo genérico


MODELO DE CURRÍCULO PARA CARGO DE ANALISTA

Este currículo, da consultoria Lee Hecht Harrison (LHH), tem maior foco nas habilidades, conhecimentos e realizações do candidato, que inclusive ficam destacadas e separadas dos cargos em si, para dar maior ênfase aos feitos. Se puderem ser mensurados, melhor ainda. Adapte a ordem das suas qualificações de acordo com a vaga.

Veja outros pontos importantes:

● Histórico profissional: Para cada cargo, informe a empresa onde trabalhou e a área e segmento de atuação. Caso a empresa não seja tão conhecida, faça uma breve apresentação.

● Principais realizações: Descreva com mais detalhes suas principais conquistas e feitos profissionais.

● Principais atribuições e responsabilidades: O candidato poderá desenvolver melhor as atividades da carreira e, portanto, nas quais tem experiência.

● Informações adicionais: Cite outras experiências que influenciaram seu crescimento profissional.

Veja no link abaixo o currículo:
Modelo analista


MODELO DE CURRÍCULO PARA CARGO DE SECRETÁRIO(A)

Assim como o modelo anterior, este, da LHH, destaca suas competências e conquistas. Organize de forma a criar argumentos para comprovar a sua qualificação para o cargo aplicado.

Uma dica dos especialistas é incluir também o Skype em seus contatos. É mais uma forma de o recrutador procurar você e pode até ser um meio de realizar uma entrevista online. Certifique-se de que seu nome de usuário e foto sejam sérios e profissionais.

Veja outros pontos importantes:

● Resumo de qualificações: Resumo das informações contidas no currículo em uma ordem adaptada à vaga de interesse. Os detalhes poderão ser encontrados ao longo do documento.

● Principais realizações: Informe suas principais conquistas em cada área e setor de atuação. Elas mostram suas contribuições para uma organização, com enfoque na sua experiência e habilidades nos diferentes segmentos.

Veja no link abaixo o currículo:
Modelo secretário(a)


MODELO DE CURRÍCULO PARA CARGO DE GERENTE

Se você estiver concorrendo a um cargo mais alto ou estiver procurando uma posição acima da última que você ocupou e tiver uma vasta e crescente experiência profissional, este modelo, da LHH, é o mais indicado. Dê bastante enfoque nos seus cargos e nas suas responsabilidades e atribuições.

Este é um currículo cronológico, com mais foco nas empresas, cargos e crescimento profissional. As posições destacadas são todas de nível similar à pleiteada. Para cada cargo, descreva suas atribuições e suas principais realizações.

Veja no link abaixo o currículo:
Modelo gerente


MODELO DE CURRÍCULO PARA CARGO DE CEO/PRESIDENTE

Este modelo, da LHH, tem como maior foco a experiência profissional e suas realizações como gestor. Mostre como suas ações foram bem sucedidas e trouxeram bons resultados para as empresas onde você trabalhou.

Veja outros pontos importantes:

● Qualificações: Para cargos de gerência, chame a atenção para sua experiência profissional em posições de gestão e faça um resumo com alguns de seus principais feitos.

● Histórico profissional: Destaque seus cargos de gerência, direção e presidência. Aqui as realizações são essenciais para mostrar como suas ações influenciaram os resultados das organizações onde você atuou.

● Formação: Além de incluir cursos de graduação, pós-graduação e especializações, é interessante informar cursos complementares menores que tenham ajudado na atualização na sua área de atuação.

Veja no link abaixo o currículo:
Modelo CEO/Presidente

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp