Sindicato dos Químicos de Nova Iguaçu cria banco de currículos

FGTS: até aposentado tem direito a diferença
Rodoviários de Volta Redonda conquistam reajuste de 10%

Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, nos últimos sete anos, 14 milhões de novos empregos gerados, com o país atingindo a incrível marca de 41, 2 milhões de brasileiros com a carteira de trabalho assinada. A expectativa de crescimento é ainda maior se pensarmos que o Brasil irá sediar grandes eventos como a Copa do Mundo e Olimpíadas.

A fim de promover a inserção e/ou recolocação de trabalhadores capacitados no mercado de trabalho, o Sindicato dos Químicos de Nova Iguaçu (SindiQuímica-NI) inovou e está disponibilizando mais um serviço de qualidade para seus associados: o banco de currículo SindiQuímica-NI.

Na corrida pela busca de profissionais qualificados no mercado de trabalho, agilidade e precisão são fundamentais neste processo de seleção. Um banco de currículos atualizado amplia a possibilidade das empresas encontrarem pessoas que atendam a diferentes demandas.

Por isso o SindiQuímica-NI decidiu oferecer mais este benefício as empresas e trabalhadores. Sabendo que muitos profissionais estão disponíveis, currículos são enviados todos os dias, mas ainda há uma dificuldade na seleção de um novo profissional para preencher determinada vaga, o SindiQuímica-NI vai atuar cadastrando e selecionando candidatos para as mais diferentes oportunidades.

Segundo o presidente do sindicato, Sandoval Marques, os interessados em participar do banco vão passar por um processo de triagem no próprio sindicato.

– Faremos uma pré-seleção e entrevista com os interessados em participar do nosso banco de currículos. O objetivo é oferecer o perfil adequado para cada empresa. Percebemos que há uma dificuldade do empresariado de encontrar mão-de-obra qualificada, por isso, oferecemos constantemente cursos de capacitação e vamos criar este banco de dados – afirmou ele.

Os comentários estão encerrados.

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp