Sindicato da Construção Civil/RJ paralisa canteiro de obras

Turma de Manutenção e Montagem de Computadores
Fumo é responsável por 20% das mortes de homens

Através de denúncias, o sindicato constatou a veracidade das irregularidades existentes no canteiro da Construtora Mont Serrat Ltda. (SPE-Reserva) que tem como incorporadora a Construtora Calçada S/A, situado na Rua Bom Pastor, nº 521, Tijuca. As áreas de vivência estavam precárias e sem organização. Nos banheiros faltavam papel higiênico e chuveiros elétricos, além das paredes terem fungos. O vestiário sem bancos e com armários quebrados tinha iluminação insuficiente. As vestimentas não eram renovadas periodicamente e as em uso estavam em péssimas condições. 

No refeitório, os trabalhadores demoravam de 20 a 30 minutos para almoçar e a iluminação inadequada e os forros rasgados e sujos das mesas combinavam com a péssima qualidade da comida. No café da manhã faltavam as frutas e os pães estavam dormidos e acondicionados sem higiene. A água potável disponibilizada era de qualidade duvidosa e não existia o fornecimento de copos descartáveis. O alojamento estava precário e os alojados não recebiam o jantar e nem a roupa de cama. No ambulatório não existia técnico de enfermagem. 

As horas extras não constavam no contracheque e quando ultrapassavam a jornada de 10 ou 11 horas trabalhadas não eram fornecidos lanche ou jantar. Nos sábados trabalhados, o vale transporte só era reembolsado na próxima recarga.

Os trabalhadores indignados, cerca de 400, dirigiram-se para a frente do empreendimento e, num ato de advertência, paralisaram a obra. O sindicato organizou uma comissão de trabalhadores e estipulou medidas para solucionar os problemas, em reunião realizada em 09 de agosto/2012, com o Presidente Carlos Antonio, juntamente com a comissão de obra e os representantes da empresa.

Fonte: Assessoria de Imprensa do SINTRACONSTRIO

Marcelo Peres
Secretaria de Imprensa e Comunicação
Força Sindical do Estado do RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp