Saque do FGTS começa a ser pago dia 1º de julho aos trabalhadores

Endividamento das famílias bate novo recorde na pandemia, diz BC
Trabalhador desempregado tem direito a auxílio-doença?

Agora no mês de julho a Caixa Econômica Federal, libera mais uma rodada de saques do FGTS, a modalidade disponível dessa vez é destinada aos trabalhadores que aderiram ao saque-aniversário e que fazem aniversário no mês de julho.

Muitos trabalhadores ainda aguardam a confirmação do saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que no ano passado permitiu que todos os trabalhadores com saldo em conta vinculada ao fundo pudesse resgatar até um salário mínimo (R$ 1.045 em 2020).

A medida do saque emergencial do FGTS que também estava prevista para esse ano infelizmente não será liberada, de acordo com nota enviada pelo Ministério da Economia enviada:

“Não há liberações extraordinárias de saldos do FGTS sendo consideradas no momento. Outras medidas de apoio ao enfrentamento dos efeitos econômicos da pandemia estão sendo priorizadas”.

Medidas como o auxílio emergencial, a antecipação do 13º salário aos aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Social do Seguro Social) e o programa que permite a suspensão de contratos de trabalho e a redução de jornadas e salários foram reeditadas neste ano, após o recrudescimento de casos da covid-19.

Logo, a modalidade permitida para saque do FGTS em 2021 é apenas para quem aderiu ao saque aniversário, que vão poder resgatar seus valores a partir do dia 1º de julho. Vale a atenção que quem não aderiu à modalidade não poderá receber.

Fonte: Google

Fonte: Google

Como funciona o saque-aniversário

A modalidade de saque-aniversário é uma medida que permite aos trabalhadores resgatar parte do saldo depositado nas contas do fundo no mês de aniversário do trabalhador.

É importante lembrar que o trabalhador que adere ao saque-aniversário perde direito ao saque-rescisão, no entanto, permanece com direito de recebimento da multa de 40% pago pelo empregador em caso de demissão sem justa causa.

Como o saque-aniversário não é obrigatório, quem quiser aderir precisa solicitar.

Existem algumas faixas de saldo para as contas do FGTS. A porcentagem do saque-aniversário é fixa para cada uma delas.

Contas que tiverem mais de R$ 500 serão acrescidas de uma parcela fixa: o trabalhador poderá sacar, além da porcentagem estabelecida, esse valor predeterminado.

A tabela a seguir mostra o quanto cada trabalhador poderá sacar de cada conta que possui, a depender do saldo que ela tem:

Faixas de saldo Alíquota Parcela adicional fixa
Até R$ 500 50%
de R$ 500,01 até R$ 1 mil 40% R$ 50
de R$ 1.000,01 até R$ 5 mil 30% R$ 150
de R$ 5.000,01 até R$ 10 mil 20% R$ 650
de R$ 10.000,01 até R$ 15 mil 15% R$ 1.150
de R$ 15.000,01 até R$ 20 mil 10% R$ 1.900
Acima de R$ 20.000,01 5% R$ 2.900

O trabalhador que queira optar pelo saque aniversário pode realizar a mesma pelo aplicativo do FGTS, disponível para celulares Android e iOS, no site do FGTS, no Internet Banking Caixa, também é possível a adesão presencial nas agências da Caixa.

Confira o calendário de pagamentos disponibilizado atualmente:

Mês do aniversário Data disponível para realizar o saque
Janeiro De janeiro a 31 de março
Fevereiro De fevereiro a 30 de abril
Março De março a 31 de maio
Abril De abril a 31 de junho
Maio De maio a 30 de julho
Junho De junho a 31 de agosto
Julho De julho a 30 de setembro
Agosto De agosto a 29 de outubro
Setembro De setembro a 30 de novembro
Outubro De outubro a 31 de dezembro
Novembro De novembro de 2021 a 31 de janeiro de 2022
Dezembro De dezembro de 2021 a 28 de fevereiro de 2022

Fonte: Jornal contábil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp