Saiba como fazer a prova de vida do INSS sem sair de casa

Trabalhador demitido durante estabilidade têm direito à indenização, entenda
Vale a pena pagar contribuições atrasadas do INSS? Entenda

prova de vida voltou a ser obrigatória, por isso, os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) devem realizar esse procedimento para continuar recebendo seus benefícios.

Vale lembrar que a retomada dos bloqueios seguirá as datas do calendário estabelecido pela Portaria 1.299.

Então, se você ainda não fez essa comprovação por estar com receio de ir até uma agência bancária devido à pandemia, ou se possui dificuldade de locomoção, saiba que a prova de vida pode ser feita sem sair de casa.

Para te explicar como isso funciona, continue conosco e saiba ainda em quais datas deve ser feita a comprovação.

O que é prova de vida?

Esse procedimento é obrigatório e deve ser feito anualmente pelos beneficiários do INSS, pois, através da comprovação do beneficiário é possível evitar fraudes e pagamentos indevidos.

Mas diante da pandemia, o INSS decidiu manter os pagamentos sem a necessidade de realizar a prova de vida nas agências bancárias, para evitar o deslocamento do beneficiário até as unidades.

Por isso, a retomada dos bloqueios será escalonada. Neste mês, por exemplo, o procedimento será exigido de quem deveria ter feito a comprovação em março e abril de 2020. Veja como ficaram as datas de exigência da prova de vida:

Vencimento da comprovação de vida Mês que deve ser realizada a prova de vida
Março e abril/2020 Junho/2021
Maio e junho/2020 Julho/2021
Julho e agosto/2020 Agosto/2021
Setembro e outubro/2020 Setembro/2021
Novembro e dezembro/2020 Outubro/2021
Janeiro e fevereiro/2021 Novembro/2021
Março e abril/2021 Dezembro/2021

Como fazer a comprovação?

Aos beneficiários que precisam fazer a prova de vida, mas que não podem ir até uma agência bancária, diante dos riscos à sua saúde, o INSS disponibilizou alguns meios alternativos que facilitam esse procedimento.

Prova de vida INSS

Isso vale principalmente para os aposentados ou pensionista acamados, além daqueles que possuem mobilidade reduzida. Então, se este é o seu caso ou conhece alguém que ainda não fez a prova de vida e precisa de ajuda, veja a seguir como é simples fazer a prova de ida sem sair de casa.

Atendimento domiciliar

O atendimento domiciliar é feito por meio de uma visita do perito médico do INSS ao segurado. Para orientar o segurado, reunimos algumas doenças que podem motivar o pedido de atendimento domiciliar. São elas:

  • Tuberculose ativa;
  • AIDS;
  • Alienação mental;
  • Cardiopatia grave;
  • Cegueira;
  • Hanseníase;
  • Nefropatia grave;
  • Hepatopatia grave;
  • Neoplasia maligna;
  • Contaminação por radiação;
  • Doença de Paget em estados avançados;
  • Doença de Parkinson;
  • Esclerose múltipla;
  • Espondiloartrose anquilosante;
  • Fibrose cística;
  • Paralisia irreversível e incapacitante

Para receber o atendimento domiciliar, é preciso fazer o agendamento através da plataforma Meu INSS, que está disponível para aparelhos celulares e computadores, para agendar o atendimento. Então, siga os seguintes passos:

  • Acesse o Meu INSS,
  • Escolha a opção Prova de Vida;
  • Depois clique em “Solicitar Prova de Vida – Dificuldade de Locomoção – Atendimento a distância”.

Vale ressaltar que, no caso dos segurados que possuem dificuldade de locomoção, é necessário encaminhar documentos que comprovem a falta de mobilidade.

Esse mesmo documento deve ser apresentado na versão original ao servidor do INSS no dia da prova de vida. O segurado também pode fazer essa solicitação através da Central Telefônica 135 para agendar a visita de um servidor do INSS.

Procuração

Se por outros motivos o aposentado ou pensionista não puder comparecer à uma agência para realizar a prova de vida presencial, também é possível realizar o cadastro de uma procuração para que outra pessoa possa realizar ser seu representante legal e, assim, possa fazer a sua prova de vida.

Neste caso, acesse o Meu INSS e procure pela opção “Agendamentos/Requerimentos”, depois busque pela opção “procuração” e envie os documentos que forem solicitados para efetivar o cadastro.

Biometria

O INSS disponibilizou durante a pandemia, a prova de vida através da biometria facial. Mas, infelizmente, esse serviço não está disponível para todos os segurados, então, o INSS encaminhou uma notificação ou e-mail para aqueles que podem fazer esse procedimento.

Neste caso, os dados utilizados para a prova de vida são provenientes dos registros do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Então, para saber se você pode fazer a prova de vida através da biometria facial, basta acessar o Meu INSS e conferir a notificação. Em caso positivo, você deverá tirar uma selfie para fazer o reconhecimento facial para comprovar ao INSS e garantir a continuidade do pagamento do seu benefício.

Aplicativo

Para aqueles que têm o costume de utilizar aplicativos, o Banco do Brasil também oferece a opção de fazer a prova de vida por meio do seu app.

Assim, os correntistas e poupadores que recebem o benefício do INSS também podem realizar a prova de vida acessando o menu “Serviços”. Depois, é só buscar pela opção “INSS” e “Prova de vida INSS”.

O procedimento é feito a partir do registro de uma foto do documento que identifica o beneficiário e também uma selfie. Assim, a instituição bancária fará a análise e disponibilizará o resultado por meio do aplicativo.

Por Samara Arruda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp