Lei obriga detalhamento de impostos
Confira a nota oficial

A Força Sindical, segunda maior central sindical do país, comandada pelo deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP), anunciou nesta sexta (7) o rompimento com o governo federal. 

Para o comando da entidade representativa, a administração da presidente Dilma Rousseff (PT) tem sido “intransigente” e “insensível” na negociação com os trabalhadores. 

A postura crítica ao governo petista é um protesto ao adiamento da votação do fim do fator previdenciário na Câmara dos Deputados, para março de 2013, em negociação articulada pelo Executivo. “Lamentamos a falta de diálogo e interlocução por parte do Palácio do Planalto que tem se curvado para alguns setores financeiros e virado as costas e até em alguns momentos usado as Forças Armadas contra atos da classe trabalhadora”, registrou a Força Sindical, em referência à repressão policial a alguns trabalhadores que pressionavam por mudanças no fator previdenciário, em Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp