Químicos de São Gonçalo entram em greve e conquistam aumento salarial na Ingredion

SindiQuímica-NI dará posse à nova diretoria
Desinformação surpreendente

ingrediondestO Sindicato dos Químicos de São Gonçalo deflagraram mobilização na Ingredion do Brasil, que conquistou importantes vitórias. Foi preciso que os trabalhadores entrassem em greve para arrancar dos patrões reajuste de 8,10%, tíquete alimentação de R$ 190, abono natalino de R$ 200 e PLR no valor de um salário mais R$ 1.250,00 fixos, para todos os trabalhadores.

Após várias rodadas de negociação frustradas, os químicos da Ingredion entraram em greve no último dia 12 de setembro. Foram diversos atos de protesto na porta de fábrica, sem resposta por parte da empresa, até a paralisação do dia 12. Ao perceberam a unidade da categoria, logo no início da greve, pela manhã, a empresa reabriu as negociações, estagnadas há meses, e apresentou uma proposta que atendia às reivindicações dos trabalhadores. A contraproposta patronal foi levada ao conjunto dos trabalhadores pelo Sindicato dos Químicos de São Gonçalo em assembleia, realizada mais uma vez na porta da empresa, e foi aprovada por todos os funcionários.

“Durante as rodadas de negociação, ouvimos que aqui no Brasil não tem homens de coragem e muito menos Sindicato forte. Eles diziam que somente na Argentina os Sindicatos são fortes e lutam por seus trabalhadores. Mas nós mostramos pra eles que aqui somos tão fortes quanto qualquer Sindicato irmão, na Argentina. Paramos as atividades da Ingredion e ainda conseguimos 100% das nossas reivindicações”, desabafou Francisco Carlos de Queiroz, diretor dos Químicos de São Gonçalo.

Para o presidente do Sindicato, José Maria Ferreira Fernandes, o trabalhador quando se une demonstra força, “e é só isso que patrão entende”, completou. Já para o presidente da Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico do RJ, Isaac Wallace, a união dos trabalhadores da unidade Alcântara, juntamente com a unidade Mogí Guaçu (SP), representada pelo presidente do Sindicato da Alimentação, Daniel Constantino Pedro (o Tita), fez a diferença. “Os trabalhadores, unidos, aqui e em São Paulo, fizeram com que a gigante Ingredion Brasil caísse de joelhos e implorasse para que suspendêssemos a greve”, afirmou Isaac Wallace.

O Sindicato dos Químicos de São Gonçalo ressaltou a forma limpa e transparente com que o gerente de RH da Ingredion em Alcântara, Sr. Araújo, conduziu as negociações. “Não podemos deixar de agradecer a todos os trabalhadores da Ingredion Brasil, que depositaram sua confiança e acreditaram no nosso Sindicato. Mas também tivemos diversas categorias, ligadas a outros Sindicatos, que nos apoiaram e nos ajudaram a conquistar essa importante vitória”, salientou o presidente José Maria.

Entre os sindicatos que se uniram à luta dos químicos de São Gonçalo estavam o Sindicato dos Químicos de Magé, do presidente Sérgio Passareli; o Sindicato dos Químicos de Nova Iguaçu, do presidente Sandoval Marques; o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Tintas e Vernizes de São Gonçalo, do presidente Luís Eduardo Pereira; Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Artefatos de Borracha, presidente André da Silva Rocha; Sindicato dos Petroquímicos de Itaboraí, da presidente Cristina Pereira; Sindicato dos Vidreiros do RJ (CUT), presidente Vagner Anselmo; Sindicato dos Frentistas, do presidente Eusébio Luis Pinto Neto; Sindicato da Construção Civil, presidente Carlos Antônio Figueiredo Souza; Sindicato dos Metalúrgicos de São Gonçalo, presidente Felisberto de Andrade e vice-presidente Marquinho da Força, além da Federação dos Trabalhadores no Ramo Químico, presidente Isaac Wallace; Força Sindical RJ, presidente Francisco Dal Prá e Marcelo Peres Diretor de Imprensa e Comunicação, Sindicato da Alimentação de Mogi Guaçu, presidente Daniel Pedro, o Tita.

Mas, apesar do sentimento de vitória, o presidente José Maria Fernandes ressaltou que a mobilização da categoria continua. “Ainda falta resolver os problemas dos brigadistas. Vamos continuar na batalha por remuneração mais justa para todos. Não fugiremos à luta, pois sabemos que ela é permanente”, finalizou José Maria.

Fonte: Assessoria de Imprensa Força Sindical RJ

Leia também:

Ingredion entra em greve por tempo indeterminado

SindiQuímica-NI, Ferquimfar e funcionários da empresa Ingredion protestam por melhorias salariais

Veja os melhores momentos do movimento em fotos

[nggallery id=37]

[nggallery id=33]

Os comentários estão encerrados.

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp