Químicos de Nova Iguaçu estudam propostas para diminuir alta rotatividade nas empresas

III Copa Futsal SindiQuímica-NI: confira a lista de Artilharia, Classificação Geral, Tabela e Penalidades da última rodada
Entenda as polêmicas sobre o Marco Civil da Internet

sindiquimicaPesquisa recente aponta que 36 milhões de trabalhadores brasileiros serão demitidos ou pedirão as contas em 2014. Esse número equivale a quase metade da força de trabalho do país e coloca o Brasil entre os países com as maiores taxas de rotatividade no mundo.

Em algumas carreiras, o índice chega a 150% — ou seja, o quadro de funcionários de uma empresa, em determinados ramos, pode ser renovado 1,5 vez por ano.

Presidente do Sindicato dos Químicos de Nova Iguaçu (SindiQuímica-NI), Sandoval Marques anda preocupado e estuda com a diretoria da instituição uma forma de tentar amenizar essa situação.

– As organizações têm enfrentado grandes problemas para reter seus talentos seja porque investe em uma contratação temporária, isto é, fortalece sua equipe apenas no período de alta produção ou porque não investe na capacitação do trabalhador. A estabilidade traz benefícios tanto para os patrões quanto para os trabalhadores, pois o funcionário comprometido é, sem dúvida, o maior patrimônio de uma empresa -, disse.

Além disso, estudos recentes indicam que um dos principais motivos para a saída de colaboradores das empresas é o relacionamento com seus superiores. Também contribuem para este processo a ausência de benefícios; plano de carreira, o ambiente e clima de trabalho, entre outros problemas.

– É importante que a empresa ou instituição faça também se interesse em investigar o motivo da demissão dos seus funcionários, pois assim ela poderá investir nas fraquezas dela e conseguir criar ou adaptar uma política que estimule seu colaborador qualificado opte a permanecer na empresa -, observa Sandoval Marques.

 A Conta de Rotatividade

 O SindiQuimica colocou na ponta do lápis os custos que envolvem a saída de um funcionário:

 Custo de Recrutamento e Seleção (CRS)

• Tempo da selecionadora (salário/horas envolvidas no processo)

• Gastos com anúncios/sites

• Exame admissional

Custo de Registro e Documentação (CRD)

• Salário do funcionário de RH que faz admissão/contrato

• Crachás/registros/processamentos

• Uniformes (3 camisas)

Custo de Integração (CI)

• Treinamento (salário do funcionário/horas em que fica apenas treinando)

• Treinador (salário do gerente/horas em que fica treinando o funcionário)

Custo de Desligamento (CD)

• Funcionário do RH (salário/horas envolvidas no processo de desligamento)

• Custo de homologação/elaboração de cálculos

• Exame médico demissional

………………………………………………………..

Custo Final (CF)

CF1 = (CRS + CRD + CI + CD) x número de funcionários demitidos

CF2 = (CRS + CRD + CI + CD) x número de funcionários que pediram demissão

………………………………………………………..

(CF) FINAL = CF1 + CF2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp