Quais benefícios os brasileiros ainda têm pra receber em 2021?

9 passos essenciais para conquistar seu Primeiro Emprego
Quantas vezes posso requerer o seguro-desemprego?

Vamos entender quais benefícios foram liberados e o que ainda pode estar por vir

O ano de 2022 não foi como o esperado para grande parte dos brasileiros que esperavam um ano com o controle da pandemia da covid-19 e a economia voltando ao eixo. Porém, o cenário acabou sendo o oposto, com uma nova onda da pandemia e suas variantes, bem como pela economia desregulada, onde a inflação e o preço dos produtos não param de subir.

Diante de um cenário de incertezas, os benefícios emergenciais criados durante a pandemia, bem como os direitos trabalhistas recebidos pelos trabalhadores acabaram sendo uma “mão na roda” para ajudar a controlar e pagar as contas.

Contudo, com a chegada do mês de setembro, muitos programas e benefícios que já foram disponibilizados pelo governo estão chegando ao fim. Pensando nisso, quais os benefícios foram liberados e quais ainda podem ser disponibilizados ainda em 2021?

Benefícios disponibilizados em 2021

Para falarmos dos benefícios que os brasileiros já receberam ou ainda podem receber precisamos delimitar três grupos, sendo eles o grupo de trabalhadores e seus direitos trabalhistas os aposentados e demais segurados do INSS e os beneficiários de programas emergenciais.

Benefícios recebidos pelos trabalhadores

Abono PIS/Pasep

Este ano os trabalhadores puderam receber o abono salarial do PIS/Pasep referente aqueles que exerceram atividade de carteira assinada no ano de 2019, onde o governo finalizou o pagamento do abono no mês de junho.

Lucro do FGTS

Os trabalhadores receberam esse mês de agosto o lucro do FGTS referente ao índice de correção monetária. Onde todo trabalhador que tinha saldo nas contas do Fundo receberam um valor proporcional ao que tinham em conta no dia 31 de dezembro.

Benefícios não liberados

Os trabalhadores aguardavam para esse ano o saque emergencial do FGTS que havia sido informado pelo governo no final de 2020, mas que acabou não sendo disponibilizado devido ao foco do governo em programas emergenciais.

Além disso, o abono salarial do PIS/Pasep referente a 2020 acabou sendo adiado pelo governo, e será disponibilizado aos trabalhadores apenas no ano que vem.

13º salário

Os trabalhadores pela frente agora devem contar com o pagamento do 13º salário, que pela grande maioria das empresas é pago entre os meses de novembro e dezembro.

Aposentados e demais segurados do INSS

Antecipação do 13º salário

Em decorrência da pandemia da covid-19, o governo decidiu por antecipar o pagamento do 13º salário aos segurados do INSS. A antecipação foi realizada em duas parcelas, onde a primeira foi paga entre os dias 25 de maio e 8 de junho e a segunda foi paga entre os dias 24 de junho e 7 de julho.

Aumento na margem de crédito consignado

A margem de crédito consignado aos segurados do INSS foi ampliada até o dia 31 de dezembro de 2021 de 35 para 40%. A mudança tem como efeito amparar os segurado que buscam por meio de crédito controlarem suas finanças. Com a nova margem os segurados agora podem:

  • Comprometer até 35% de sua renda com empréstimo consignado
  • Comprometer até 5% de sua renda com cartão de crédito

 

Benefícios não liberados
Os segurados do INSS estão esperançosos com a liberação do 14º salário emergencial, no entanto, a medida que está em discussão desde o ano passado não deve ser liberada este ano. Isso devido a diversos fatores como a dificuldade do governo em fechar as contas no Orçamento, bem como pela inércia de parlamentares com a criação e liberação da medida.

Benefícios Emergenciais

Auxílio Emergencial

Destinado a trabalhadores informais, Microempreendedores Individuais(MEI) , autônomos e desempregados, o auxílio emergencial continuará sendo pago até o mês de outubro. O programa conta este ano com um total de 7 parcelas, onde a Caixa Econômica Federal esta realizando o pagamento da quinta parcela aos beneficiários do Bolsa Família e para o público geral.

Benefício Emergencial

Destinado aos trabalhadores que tiveram redução na jornada de trabalho e salário e ainda a suspensão temporária do contrato de trabalho. O benefício emergencial (BEm) foi disponibilizado pelo governo até está semana, onde se encerrou o prazo de 120 dias para concessão do programa.

A partir da próxima semana a vida dos trabalhadores que estavam recebendo o BEm voltam ao normal, ou seja, o recebimento do salário e a jornada de trabalho. Vale lembrar que os trabalhadores têm a estabilidade garantida pelo tempo em que receberam o benefício.

Novo programa Auxílio Brasil

Para este ano, o programa que aguarda liberação e ainda pode ser disponibilizado aos brasileiros de baixa renda diz respeito ao Auxílio Brasil. Programa social de distribuição de renda que deverá substituir o atual Bolsa Família a partir de novembro.

Dentre as novidades do Auxílio Brasil, podemos destacar o novo valor, que segundo projetado pelo governo do presidente, Jair Bolsonaro, deverá ser de pelo menos 50% a mais que o atual Bolsa Família. Além disso, o programa deve ampliar o número de beneficiários do Bolsa Família, hoje de 14,6 milhões para 16 milhões assim que for oficialmente liberado.

A Medida Provisória que institui o novo programa já está em posse do Congresso Nacional que deve agora  ser votada pelo Senado Federal e pela Câmara dos Deputados até que de fato possa ser disponibilizada aos brasileiros ainda em novembro de 2021.

Fonte: Jornal contábil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp