PIS/Pasep 2020 será liberado somente no ano que vem

Como saber se se a empresa deposita corretamente o seu FGTS?
Câmara aprova nova reforma trabalhista, com empregos sem CLT; veja mudanças

O depósito do abono que seria realizado este ano só acontecerá em 2022

0

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

O PIS/Pasep 2020 que seria liberado a partir do mês de julho deste ano foi adiado para 2022. Quem estava contando com o dinheiro vai ter que esperar.

Por uma decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) o depósito do abono que seria realizado este ano só acontecerá em 2022, com uma previsão para fevereiro.

Antes desta decisão, o pagamento do abono salarial era liberado no segundo semestre de um ano e no primeiro semestre do ano seguinte.

O Programa de Integração Social (PIS) é destinado aos funcionários da rede privada, já o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) é destinado aos funcionários públicos.

Para ter direito ao abono salarial é necessário que o trabalhador tenha recebido em média, até dois salários mínimos mensais. Tenha trabalhado com carteira assinada por um período de 30 dias no ano base ou 12 meses. E esteja inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos.

Ainda não foi divulgado o calendário de pagamentos, mas, será seguido o mesmo sistemas, os valores serão liberados conforme o mês de nascimento do trabalhador. Enquanto os funcionários públicos recebem conforme o número final de sua inscrição.

O Codefat também determinou que, a partir de 2022, os valores serão todos pagos no primeiro semestre de cada ano.

Qual o valor que vou receber em 2022?

O valor a ser pago vai depender do tempo que você trabalhou em 2020. Para quem trabalhou 12 meses receberá um salário mínimo (que hoje seria de R$ 1.100). Quem trabalhou somente 30 dias em 2020, receberá um proporcional de 1/12 do salário mínimo (hoje seria R$ 92).

Quem tem direito ao abono salarial?

Terá direito ao abono salarial PIS/Pasep os trabalhadores que:

Tenham trabalhado de forma remunerada para pessoa jurídica por pelo menos 30 dias seguidos ou não, no ano-base considerado para o cálculo do abono;
Tenham recebido, em média, até dois salários mínimos durante o ano-base considerado para o cálculo do abono; e
Que os dados tenham sido informados pelo empregador corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (Rais ou E-social).
Para vocês saberem se tem direito ao abono salarial poderá ligar para o atendimento Caixa Cidadão 0800 726 0207 – opção 2.
Também poderá acessar o aplicativo Caixa Trabalhador ou o site https://www.caixa.gov.br/abonosalarial.

Não terão direito ao PIS/Pasep

  • Os empregados domésticos
  • Os trabalhadores rurais empregados por pessoa física,
  • Os trabalhadores urbanos empregados por pessoa física
  • e os trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica.
  • Quem não sacar o dinheiro no tempo determinado, terá o prazo de cinco anos para retira o valor. Após o dinheiro voltará para a União e você não terá mais direito a ele.
  • Você poderá sacar o valor com o Cartão Cidadão e senha cadastrada, nos terminais de autoatendimento da Caixa, nas lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui.
  • Para quem não tem o Cartão do Cidadão, o valor do benefício pode ser recebido em qualquer agência da Caixa Econômica Federal mediante apresentação de um documento oficial de identificação com foto.
  • Para quem possui conta na Caixa Econômica, o valor será creditado automaticamente em conta.
Fonte: jornalcontabil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp