OIT certifica Sindicalistas da Força Sindical sobre Trabalho Decente

Dieese publica boletim de subsídios às negociações coletivas das entidades filiadas à SNQ
Defasagem na tabela do IR chega a 61,4% e atinge principalmente os mais pobres

CURSO OITA Secretaria Nacional de Cidadania e Direitos Humanos da Força Sindical entregou dia 10 de fevereiro, em São Paulo, os certificados para os sindicalistas de diversos estado que fizeram o Curso à Distância com o tema: “Trabalho Decente ao Cubo”. Este é o primeiro módulo sobre Negociação Coletiva e Comunicação. A Força RJ se fez representar pelo secretário de Imprensa da Força Rio, Marcelo Peres.

Segundo Ruth Coelho Monteiro, secretária nacional de Cidadania e Direitos Humanos da Central, nesse curso são estudadas as Convenções da OIT (Organização Internacional do Trabalho) e sua aplicação prática pelas entidades sindicais nos locais de trabalho. O curso foi coordenado por Ruth Coelho Monteiro e teve como tutores Valdir Lima, Lívia Ghirello e Rogério de Jesus Santis. O grupo reuniu 150 sindicalistas e assessores, divididos em três turmas.

Os dirigentes sindicais que participaram do curso elogiaram a iniciativa. “Como presidente do Sindicato dos Químicos de Nova Iguaçu, Sandoval Marques, estou sempre fazendo cursos, participando de congressos, debates, seminários, para ficar atualizado e levar toda experiência que obtenho nesses eventos para o nosso Sindicato, a fim de aprimorar nossos serviços”, afirmou Sandoval Marques. Já Marcelo Peres ponderou que “toda a oportunidade de ampliar conhecimentos é bem vinda, uma vez que a OIT abriu esse espaço juntamente com a Força Sindical, tornou uma oportunidade muito grande para os sindicalistas que quisessem se qualificarem”.

Uma parceria da Força Sindical com a Oficina de Atividades para os Trabalhadores da OIT (ACTRAV), o curso foi certificado pela Organização Internacional do Trabalho e foi realizado de 15 de outubro a 10 de dezembro. Um dos objetivos das atividades, realizadas por 300 pessoas em todo o mundo, está vinculado ao fortalecimento da participação sindical nos processos de criação, execução e avaliação dos Programas de Trabalho Decente por País (PTDP), e nos processos vinculados ao desenvolvimento dos Quadros de Assistência das Nações Unidas para o Desenvolvimento (MANUD). De maneira geral, busca-se fortalecer a capacidade sindical para promover a geração de políticas públicas, para que o trabalho decente seja efetivo.

Entre os temas analisados está “Diálogo social”, abordado como um eixo transversal, comum e necessário para todos os eixos estratégicos do trabalho decente. Outros destaques foram “O valor da informação e da comunicação como ferramentas indispensáveis para a ação sindical”, “Elaboração de estratégias e plataformas reivindicatórias” e “Participação na tomada de decisões no âmbito interno dos Sindicatos e em relação aos agentes sociais e econômicos”.

 Fonte: Assessoria de Imprensa Força Sindical RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp