Metalúrgicos reafirmam disposição de greve em manifestação na Zona Leste

Setor de serviços caminha para fechar o ano com o pior resultado desde 2003
Bancários refeitam proposta da Fenaban e indicam greve para terça (30)

imageA 5ª manifestação de mobilização da Campanha Salarial 2014 dos metalúrgicos de São Paulo, realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi nesta segunda-feira (22), na zona leste (região de São Mateus), reuniu cerca de 3 mil trabalhadores.

A exemplo das manifestações anteriores, realizadas nas zonas norte, oeste, sul e leste (Mooca), os trabalhadores demonstraram disposição de luta pela reposição das perdas o aumento real, além da renovação das cláusulas sociais da convenção coletiva de trabalho. E aprovaram proposta colocada pelo presidente do Sindicato, Miguel Torres, de apoio aos companheiros da CUT, que têm data-base em 1º de setembro e até agora não conseguiram assinar acordo salarial. Aprovaram, também, ir à greve, se os patrões não concederem aumento real.

“Em 2009, mostramos ao mundo como se combate crise; é com aumento de salário. Antigamente, quando tinha uma crise na Europa ou Estados Unidos, os patrões aqui do Brasil já começaram a demitir. Em 2008/2009, mostramos que crise se combate com aumento de salário. Conquistamos o aumento, os trabalhadores consumiram e isso aqueceu a economia. Este ano, começamos nossa mobilização mais cedo para pressionar o patronato. A indústria passa por um processo de desindustrialização, de crescimento nas importações, mas vamos enfrentar e ir pra cima, porque não vamos aceitar acordo sem aumento real”, afirmou Miguel Torres.

PAUTA – A Pauta reivindica reposição das perdas, aumento real, valorização dos pisos, estabilidade do delegado sindical, licença-maternidade de 180 dias, redução da jornada de trabalho (sem redução salarial), fim da terceirização e estabilidade aos acidentados no trabalho e portadores de doenças profissionais, entre outros itens.
A campanha é unificada com outros 52 sindicatos de metalúrgicos filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado de SP/Força Sindical e envolve cerca 750 mil trabalhadores. A data-base é 1º de novembro.

Próxima manifestação – Mogi das Cruzes
Dia 26, sexta-feira, em Mogi das Cruzes.
Local: Rua Tenente Onofre Rodrigues de Aguiar, alt. nº 200, Vila Industrial, às 9h

Foto: Arquivo Sindicato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp