Hospital da USP tem 98% de leitos de UTI ocupados e prepara ampliação emergencial

Caixa pagará R$ 1,2 bi da 1ª parcela do auxílio emergencial nesta 6ª feira
Com possível saída de Moro, dólar dispara logo na abertura e se aproxima de R$ 5,60

Serão instalados mais 100 leitos

Informações da Folha S.Paulo

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP ocupa uma área total de 600 mil metros quadrados com cerca de 2.400 leitos distribuídos entre os seus 8 institutos especializados e 2 hospitais auxiliares


Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) prepara uma ampliação emergencial de 100 leitos de UTI para atender pacientes com covid-19 –doença causada pelo novo coronavírus. A informação foi divulgada nesta 6ª feira (24.abr.2020) pelo jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com a reportagem, os novos leitos serão instalados onde hoje estão a enfermaria e os leitos cirúrgicos.

As incidências da covid-19 está pressionando o hospital. Até essa 5ª feira (23.abr.2020), 196 infectados ocupavam 200 leitos da terapia intensiva do hospital, o que corresponde a uma lotação de 98%. Também faltam equipamentos, camas, respiradores e profissionais especializados para formar as equipes da unidade de terapia intensiva.

A diretora clínica do hospital, Eloisa Bonfá, disse que busca parcerias para solucionar o problema e pediu ajuda. “Vamos fazer tudo o que pudermos. Mas, quando temos médicos, falta pessoal de enfermagem. Quando temos enfermagem, não temos equipamentos […] Não temos como fazer isso sozinhos”, disse ao jornal.

De acordo com a reportagem, 40 leitos já estão encaminhados, sendo que 10 deles serão instalados e gerenciados pela Rede D’Or. A clínica de anestesia Takaoka também ajudará enviando profissionais para trabalharem nos leitos de UTI remunerados pela tabela do SUS.

Fonte: Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp