Histórico de penalidades e atestados de diversas doenças diferentes caracteriza desídia

Carro da Ferquimfar-RJ está de visual novo e pronto para auxiliar na expansão dos trabalhos
Projeto permite redução do horário para refeição do trabalhador
justicaMagistrados do TRT-SC consideraram legal a despedida, por justa causa, de uma funcionária que tinha histórico de penalidades por
atos de indisciplina e insubordinação, e apresentava vários atestados, com CID’s diferentes. Para os desembargadores da 5ª Câmara ficou caracterizada a desídia pelo descumprimento quantitativo e qualitativo das obrigações decorrentes do contrato de trabalho. A decisão confirma sentença do juiz Sílvio Rogério Schneider, da 1ª Vara do Trabalho de Tubarão.
A autora prestou serviços por quase um ano na função de manicure e pedicure e alega que desempenhava suas tarefas com zelo e dedicação. Mas, ficou comprovado que durante a contratualidade ela recebeu diversas penalidades por desrespeito à patroa e aos clientes, intrigas entre colegas de trabalho, falta de empenho e até de uniforme.
Além disso, apresentava atestados médicos indicando doenças bem variadas, como osteoporose, depressão, artrose, entre outras. Os
desembargadores entenderam que isso descarta a hipótese de que alguma delas fosse crônica.
Cabe recurso da decisão.
Fonte: Tribunal Regional do Trabalho – 12ª Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp