Fim do auxílio emergencial pode levar até 3,4 milhões para extrema pobreza

Alternativa ao auxílio é remodelar programas
Covid-19: vacinas devem chegar ao Rio nesta semana. Vacinação é prevista para começar este mês

Estudo mostra que, com pandemia em pleno andamento e fim da ajuda financeira dada pelo governo, País deve ter este ano mais de 17 milhões de pessoas vivendo com menos de US$ 1,90 por dia; desigualdade, que caiu em 2019, deve voltar a subir

Douglas Gavras e Érika Motoda, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2021 | 18h20

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp