Enfermagem vai às ruas lutar pela aprovação das 30 horas

Força Sindical faz churrasco de sardinha para protestar
O Imposto de Renda em tempos de desaceleração

enfermagemA luta pelas 30 horas é antiga. A primeira lei do exercício profissional, de 1944, só foi aprovada em 1955, mas o presidente Café Filho vetou o artigo que instituía as 30 horas. Depois disso, a luta continuou por várias décadas. Após muita pressão foi elaborado o PL 2295, que há 14 anos aguarda votação no Congresso Nacional. Em junho de 2012, o assunto quase foi votado. No entanto, numa manobra de última hora orquestrada pela presidente Dilma e seus assessores frustrou a esperança de 1,7 milhões de profissionais da Enfermagem, que aguardavam ansiosos a aprovação do PL.

No entanto, apesar das dificuldades, a luta continua e o SinSaudeSP, juntamente com outras entidades nacionais, que compõem o Fórum Nacional 30 horas já está organizando uma grande mobilização pelas 30 horas, a ser realizada no próximo dia 14/03, a partir das 14 horas, na avenida Paulista. Vamos mostrar a nossa força: a Enfermagem no Brasil tem cerca de 1,7 milhões de trabalhadores, desse total, 600 mil atuam no Estado de São Paulo. São falsos os argumentos das entidades filantrópicas e demais patrões da saúde, de que as 30 horas iriam significar aumento de custos insuportáveis para o sistema. Análise sobre o assunto, feita por técnicos do Ministério da Saúde, baseado na RAIS, mostram um valor bem abaixo do apontado pelo setor patronal, que estimou em R$ 7 bilhões os gastos que seriam provocados pela implantação das 30 horas. Ainda segundo o estudo citado, o valor não passaria de 5% do total. Convocamos a todos para participar do movimento nacional, que se concentrará no MASP, na Avenida Paulista, e sairá em passeata para mostrar a nossa força. Os políticos que continuarem a se posicionar contra o PL 2295/00 serão repudiados pela Enfermagem e pelos profissionais da saúde. Participe!

Carta aberta à População

A grande luta pelas 30 horas e pela saúde do povo brasileiro!

A enfermagem luta por uma jornada decente de 30 horas semanais. Essa luta é antiga. A primeira Lei do Exercício Profissional da Enfermagem data de 1944 e só foi aprovada em 1955, mas o presidente de então, Café Filho, vetou o artigo que previa a jornada de 30 horas. A luta prosseguiu por décadas e após muita pressão foi elaborado um Projeto de Lei – PL 2295/00, que há 14 anos aguarda votação no Congresso Nacional. Esse PL quase entrou na pauta do Congresso, em junho de 2012. No entanto, numa manobra política desleal, a presidente Dilma e o então Ministro da Saúde Alexandre Padilha conseguiram retirar o assunto de votação, frustrando as esperanças de um contingente de dois milhões de trabalhadores da enfermagem – mais de 600 mil só em SP -, que viram sua esperança cair por terra.

Por tudo isso, este grande contingente de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e outros profissionais da saúde, somados aos seus amigos e familiares, sairão às ruas para pressionar as autoridades e exigir a aprovação urgente das 30 horas para a enfermagem. Importante assinalar que a medida favorece não somente estes trabalhadores, mas toda a população. Estudos demonstram que a jornada de 30 horas melhoraria os atendimentos ambulatoriais e hospitalares, evitando possíveis falhas no sistema. Por tudo isso pedimos o apoio da população ao movimento 30 horas já! Vamos todos lutar por uma saúde mais humana e de melhor qualidade. Os políticos que continuarem a se posicionar contra o PL 2295/00, como a presidente Dilma e o Ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha serão repudiados na hora do voto pela Enfermagem e pelos profissionais da saúde.

A Diretoria

 Fonte: Assessoria de imprensa do SinSaudeSP

Os comentários estão encerrados.

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp