Doenças do trabalho: saiba como prevenir

Plano para criar plantas bioluminescentes é criticado
SindiQuímica-NI está com inscrições abertas para Curso de Empilhador

trabalhoAs condições de trabalho e o aumento da exploração

Nas ultimas décadas, o trabalho passou por profundas mudanças. Hoje, trabalhamos de forma totalmente diferente do que se fazia antigamente.

É a chamada “reestruturação produtiva”, que começou a ser implementada com força a partir da década de 90, e que afetou profundamente os trabalhadores e trabalhadoras.

As empresas adotaram novos métodos de produção e de trabalho. São mudanças que, juntamente com as tecnologias, alteraram completamente a forma de se trabalhar.

relogio

Polivalência

Hoje, nas lojas e locais de trabalho, o trabalhador chega a fazer o trabalho de duas, três pessoas para dar conta do serviço exigido pelos patrões.

A reestruturação produtiva tem significado demissões, corte de custos, polivalência (várias atividades para um mesmo trabalhador), flexibilização da jornada, entre outras mudanças prejudiciais aos trabalhadores.

Ritmo Acelerado

O número de horas extras é excessivo. Além disso, as empresas demitem e cada vez mais reduzem os postos de trabalho. Quando fazem recontratações, é com salário menor.

Já o ritmo de trabalho só aumenta. Tudo isso faz o trabalhador ultrapassar os seus limites.

Sob tanta pressão, não é à toa que tem aumentado a cada ano o número de acidentes e doenças ocupacionais.

O fato é que no capitalismo, o único objetivo das empresas é obter lucro a qualquer custo. Os patrões estão sempre em busca de maior competitividade e produtividade. Para isso, não pensam duas vezes em explorar nossa força de trabalho ao máximo.

ler2

LER/DORT – Uma epidemia nas Lojas

Sabe aquela dorzinha chata que aparece justamente quando você está trabalhando? Cuidado! Você pode estar com LER/DORT (Lesão por Esforço Repetitivo/Distúrbios Osteo-musculares Relacionadas ao Trabalho).

O termo LER/DORT refere-se a um conjunto de doenças do sistema musculoesquelético, que é lesionado por excesso de uso ou uso indevido. Isso ocorre pelos mais diversos motivos, sendo que o principal causador, invariavelmente, é o processo de organização do trabalho.

A mais comum das doenças ocupacionais atinge principalmente músculos, ossos tendões, causando, por exemplo, tenossinovites, tendi-nites, bursites e mialgas.

Como prevenir

A prevenção inclui o combate à superexploração no ambiente de trabalho. É importante que todos entendam que é obrigação dos patrões oferecerem boas condições de trabalho. Entretanto, o que vemos são jornadas pro-longadas, ritmo acelerado, cobrança excessiva de metas de venda e pouco tempo para descanso. Pressionados pela reestruturação produtiva, implementada pelas empresas, os trabalhadores vêem sua saúde ser prejudicada a cada dia.

Se desejar imprimir a cartilha, clique aqui

Fonte: Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região

Os comentários estão encerrados.

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp