Dia Nacional da Consciência Negra

II Formatura do Curso de Informática e Montagem de Computadores
Comissão aprova criação de incentivo para a compra

Dia 20 de novembro no Brasil é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra. A data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

Descendente de guerreiros angolanos, Zumbi foi o grande líder do quilombo dos Palmares. Capturado quando garoto por soldados, ele foi entregue ao padre Antonio Melo, por isso, aos 12 anos, Zumbi já tinha uma boa noção de Português e Latim.

Em 1670, com quinze anos, Zumbi fugiu e voltou para o Quilombo. Tornou-se um dos líderes mais famosos de Palmares. “Zumbi” significa: a força do espírito presente. Baluarte da luta negra contra a escravidão, Zumbi foi o último chefe do Quilombo dos Palmares.

O Quilombo dos Palmares existiu por um período de quase cem anos, entre 1600 e 1695. Cerca de vinte mil pessoas viveram ali. Ele foi defendido no século XVII durante anos por Zumbi contra as expedições militares que pretendiam trazer os negros fugidos novamente para a escravidão.

A lei 10.639, de 9 de janeiro de 2003, incluiu o dia 20 de novembro no calendário escolar, data em que comemoramos o Dia Nacional da Consciência Negra. Nas escolas, as aulas sobre os temas: História da África e dos africanos, luta dos negros no Brasil, cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, propiciam o resgate das contribuições dos povos negros nas áreas social, econômica e política ao longo da história do país.

Os comentários estão encerrados.

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp