Com otimismo sobre vacina contra covid, mercados internacionais têm manhã de alta

Petroleiros: acordo com a Petrobras garante 2 anos sem demissões
Empresas devem fornecer programa de saúde mental para a volta ao trabalho presencial, diz pesquisa

No fim de semana, a farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca anunciou a retomada no Reino Unido da fase 3 de testes de sua possível vacina contra o novo coronavírus

Sergio Caldas, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2020 | 07h02

As Bolsas da Ásia fecharam em alta generalizada nesta segunda-feira, 14, favorecidas por esperanças renovadas sobre uma vacina contra a covid-19 e após novidades do noticiário corporativo que envolvem uma transação bilionária e uma possível solução para as operações americanas do aplicativo chinês TikTok.

Mercado de ações de Hong Kong

Mercado de ações de Hong Kong Foto: Vincent Yu/AP Photo

No fim de semana, a farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca anunciou a retomada no Reino Unido da fase 3 de testes de sua possível vacina contra o novo coronavírus, após suspendê-la por alguns dias devido a uma reação adversa em um participante. Já o grupo japonês SoftBank fechou a venda do controle da empresa de chips britânica Arm para a americana Nvidia, por US$ 40 bilhões.

Além disso, fontes do Wall Street Journal dizem que a Oracle venceu a disputa para assumir as operações americanas do aplicativo chinês TikTok, derrotando a Microsoft. As fontes dizem que a Oracle deve ser anunciada como “parceira tecnológica de confiança” da ByteDance, controladora do aplicativo de compartilhamento de vídeos curtos, num acordo que não envolverá venda direta.

No dia 6 de agosto, o governo dos Estados Unidos havia estipulado um prazo de 45 dias para que o TikTok fosse vendido para uma empresa americana, sob o risco de ser proibido no país por “questões de segurança nacional”.

Bolsas da Ásia

O índice acionário japonês Nikkei subiu 0,65% em Tóquio, a 23.559,30 pontos, com ganhos liderados pelo SoftBank (+8,96%) e outros papéis do setor de eletrônicos. Quando os negócios já estavam encerrados, foi anunciado que Yoshihide Suga foi eleito como novo líder do Partido Liberal Democrata (PLD) do Japão. A vitória de Suga encaminha sua eleição como sucessor do primeiro-ministro Shinzo Abe, em votação a ser realizada na quarta-feira, 16). No fim de agosto, Abe anunciou que deixaria o cargo por problemas de saúde.

Na China continental, o Xangai Composto avançou 0,57%, a 3.278,81 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto se valorizou 1,15%, a 2.189,10 pontos.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng teve alta de 0,56% em Hong Kong nesta segunda, a 24.640,28 pontos, o sul-coreano Kospi subiu 1,30% em Seul, a 2.427,91 pontos, e o Taiex avançou 0,88% em Taiwan, a 12.787,82 pontos.

Na Oceania, a Bolsa australiana também ficou no azul, e o S&P/ASX 200 subiu 0,68% em Sydney, a 5.899,50 pontos.

Bolsas da Europa

As Bolsas europeias abriram o pregão desta segunda-feira em alta, após notícia de a que a farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca retomou no Reino Unido a fase 3 de testes de sua possível vacina contra a covid-19, que havia sido interrompida por alguns dias. Às 4h11, no horário de Brasília, a Bolsa de Londres subia 0,73%, a de Frankfurt avançava 0,82% e a de Paris se valorizava 0,89%. Já as de MilãoMadri Lisboa tinham ganhos de 0,53%, 0,47% e 0,55%, respectivamente. No mercado inglês, a ação da AstraZeneca subia 0,6%.

Petróleo

Os contratos futuros do petróleo operam em baixa nesta manhã, revertendo uma tentativa de recuperação da madrugada após acumularem perdas de mais de 6% na semana passada, com operadores à espera do relatório mensal da Opep, que será divulgado nas próximas horas. Segundo nota do Commerzbank, “alguns observadores do mercado acreditam que até os Emirados Árabes Unidos, que até agora sempre foi um país muito disciplinado”, pararam de cumprir os cortes na oferta estipulados no acordo do grupo nos últimos tempos. Investidores também acompanham a tempestade tropical Sally, que levou o Golfo do México a interromper produção, e relatos de que a Líbia planeja retomar atividades petrolíferas. Às 6h51 (de Brasília), o barril do petróleo WTI para outubro caía 1,02% na Nymex, a US$ 36,95, enquanto o do Brent para novembro recuava 0,98% na ICE, a US$ 39,44.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp