CCJ poderá analisar projetos de lei de interesse dos trabalhadores

Arrecadação chega a R$ 87 bilhões em maio e registra primeira queda do ano
Sindicato dos Químicos de Nova Iguaçu apoia greve dos funcionários da GE

trabalhadoresNa próxima quarta-feira (2), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados instala uma subcomissão especial para analisar aproximadamente 180 projetos de interesse dos trabalhadores. O deputado Assis Melo (PCdoB-RS) deve presidir o colegiado.

Para Assis Melo, a instalação do colegiado é mais uma oportunidade para a Casa avançar nos debates sobre os direitos dos trabalhadores.

Agenda

Na pauta, bandeiras históricas como a redução jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução de salário; a correção da tabela do Imposto de Renda; e o fim do fator previdenciário (redutor dos benefícios para quem se aposenta por tempo de serviço).

Para o deputado Assis Melo, a instalação do colegiado é mais uma oportunidade de a Casa avançar nos debates sobre os direitos dos trabalhadores.

“São pautas antigas e que tiveram poucos avanços aqui dentro. Os trabalhadores ainda não têm tanta representatividade aqui na Casa, por isso temos tanta dificuldade em avançar nessas demandas. Esse é um passo importante nesse sentido”, disse.

 Entre os temas reivindicados, o presidente da CCJ, deputado Vicente Candido (PT-SP), citou a redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais.

“É uma demanda muito simbólica e muito forte para as centrais sindicais. Não é fácil neste momento do chamado pleno emprego, mas eu creio que, talvez com uma estratégia mais refinada, mais elaborada, com um pouco mais de conversas e presenças no Parlamento, é possível que, até o final do ano, entre na pauta”, afirmou.

Fonte: Portal Vermelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp