AMB e CNJ lançam campanha para incentivar denúncia de violência doméstica

7 Estados podem ficar sem repasse por regra da reforma da Previdência
Indústria paulista tem a maior queda desde 2002

Foto: Rafael Arbex/Estadão

Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o CNJ lançam hoje uma campanha para incentivar mulheres vigiadas a denunciar violência doméstica. Elas poderão reportar os casos a mais de 10 mil farmácias pelo País.

Sinal… As vítimas poderão desenhar um “X” na mão e exibi-lo para os atendentes, que farão a comunicação com a polícia. Balconistas e farmacêuticos não serão conduzidos à delegacia nem chamados a testemunhar.

…vermelho. Para a presidente da AMB, Renata Gil, a campanha visa ajudar todas as mulheres que têm dificuldade de prestar queixas nestes casos. “Várias situações impedem a notificação da forma como ela deveria ocorrer, porque as vítimas normalmente têm vergonha, receio do agressor e medo de morrer”, diz.

Dados. Em março e abril, o índice de feminicídio cresceu 22,2%, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. As chamadas para o Ligue 180, do governo federal, cresceram 34% em comparação ao mesmo período de 2019.

 

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp