Centrais orientam luta em 2019 contra reformas de Bolsonaro

Saúde alerta para picadas de escorpião, mais comuns no verão
Decisão da Receita Federal prevê taxação de vale-refeição e alimentação

As centrais sindicais — CSB, CTB, CUT, Força Sindical, Nova Central, CSP-Conlutas, Intersindical e CGTB – se reuniram, na sede do Dieese (Departamento Intersindical de Estudos Estatísticos e Socioecômicos), e reafirmaram posição contrária a qualquer proposta de reforma que fragilize, desmonte ou reduza o papel da Previdência Social Pública.

A proposta de reforma da Previdência vai ser apresentada ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) até domingo (20), afirmou na noite desta terça o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, esquivando-se de dar mais detalhes sobre as regras em estudo.

Falando a jornalistas após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, Lorenzoni reforçou que a ideia é que Bolsonaro use a viagem ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, para discutir o tema e poder bater o martelo sobre o texto na volta. “O futuro sistema vai ser de capitalização, isso o ministro Paulo Guedes já falou inúmeras vezes. Agora vão ter questões muito diferentes das que foram feitas em outros países, mas com base na experiência internacional, que é sólida e que vai nos dar condição de ter um regime para o futuro absolutamente seguro para o Brasil”, disse.

Centrais sindicais brasileiras decidem:

– Realização de “Plenária Unitária das Centrais em defesa da Previdência e contra o fim da aposentadoria” no dia 20 fevereiro;

– Orientar a realização de plenárias estaduais e assembleias de trabalhadores para construir a mobilização, decidirem formas de luta, greves e paralisações, para enfrentar as propostas do governo e alertar os trabalhadores sobre a nefasta proposta de reforma da Previdência e ataques à aposentadoria;

São Paulo, 15 de janeiro de 2019.

Vagner Freitas
Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT)

Miguel Torres
Presidente da Força Sindical

Adilson Araújo
Presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

Antônio Neto
Presidente Interino da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)

José Calixto Ramos
Presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST)

Edson Índio
Secretário Geral da Intersindical

Atnagoras Lopes
Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas

Ubiraci Dantas
Presidente da CGTB

Fonte: DIAP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sindicalize-se
Falar pelo WhatsApp
Enviar via WhatsApp